sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

ASAS


Estou levitando
por entre
nuvens passageiras,
não tenho asas,
mas posso voar.
Essas nuvens
me levam
à altura
do seu sorriso,
onde
novamente
posso gargalhar...