segunda-feira, 10 de setembro de 2012

AMEAÇA



ilustração google

 Minha sobrevivência
estava sendo ameaçada.
Eu estava perdendo
todo o referencial de vida.
Nada mais me importava.
A vida não tem sentido,
estava carente.
Percebia que corria perigo.
Alguns cochichavam.
Será que estou doente?
Eu me perguntava...
Perdi a própria identidade.
Era minha única chance,
dei a última cartada.
Como a vida
mudou desde então...

Publicado no livro Fantasia
2005 Araçatuba SP