terça-feira, 1 de março de 2011

MADRUGADA


Pela madrugada
você passa.

Pela madrugada
você sorri.

Pela madrugada
você brinca.

Pela madrugada
você fala.

Pela madrugada
ouvimos música.

Pela madrugada
eu ouço você.

Pela madrugada....

(tomamos café)








27/08/98  Bauru
Publicado na Experimentânea 3 em 2002